Thursday, November 04, 2010

"O caminho mais fácil..

 ..nem sempre é melhor que o da dor." ♫

Quando tudo é ausência e sufoca o amor transforma-se em distância. Tem esperanças de no futuro não ser perda ou dor.. Futuro? Quem garante que o futuro existe? E se desejar com força será que o amor passa a ser presente e deixa de ser falta? Talvez se eu desistir, parar nessa estrada vazia.. horizonte sem vida seja menos dolorido. Mas tentar seguir aqui, nesse mundo que não é mundo pode ser ainda mais sofrido. Será que viciei-me na dor? Será que a solidão não tá me deixando enxergar além do que se pode ver?
Por quê?
Acho que não. Minha força está na solidão. A solidão é o bonito da vida. Só com a presença dela você é capaz de saber até que ponto e o que é capaz de fazer por si mesmo. Quem garante que o caminho mais fácil seria melhor? Não posso colocar no amor a fardo de ter que fazer-me feliz. Isso é obrigatoriedade minha. Cabe a mim não ser covarde e desistir. Porém, cabe a minha também ser corajosa o suficiente pra deixar tudo de lado e seguir sozinha procurando vida onde não há vida e dar um sentido pra tudo isso.
O bom de "roubar" a dor dos outros é que você se posiciona perante a situação, fecha os olhos e tenta viver aquilo como se fosse seu e a sua alma vai vagarosamente até os cantos mais obscuros do seu ser, resgatando tudo o que era ausência e mostra que nem toda dor é sinonimo de sofrimento, perda ou amargura mas,  na maioria das vezes, de aprendizagem.

Thainá Lima, 04/11/2010 - 18:30

No comments:

Post a Comment

Sua opinião é muito importante.
Obrigada por estar aqui!