Thursday, July 08, 2010

"Você escreve textos de amor porque, embora diga, ainda não desistiu dele. Eu acho que nunca vai desistir. O mundo caiu na sua cabeça tantas vezes que, você superou os galos e agora anda de capacete, mas continua enxergando os pássaros, o azul do céu e a possibilidade de cura. No fundo, ninguém está e nem vai estar nunca curado; amor é sim, machucado. Mas dói um ardidinho bom, dói profundo aquela dor de chute em quina, que queima por 5 segundos e vem seguida daquele alívio bom, inexplicável que - durante os 5 segundos que durou - o nosso cérebro aguentou porque sabia que ia passar rápido. Talvez devêssemos também usar chuteiras, mas acho que todo mundo vai continuar andando de chinelo."

No comments:

Post a Comment

Sua opinião é muito importante.
Obrigada por estar aqui!