Tuesday, July 06, 2010

"Sou um emaranhado de lacunas, vazios que não se preenchem, alma que não se completa. A dor que me acomete nunca se esfacela, sou um ser com o coração atordoado que espera e nessa espera se despedaça. A minha sensibilidade me causa uma dor pungente, essa que se agrava por pequenos e singelos gestos inadequados. Tudo me fere e me dói fundo demais."

No comments:

Post a Comment

Sua opinião é muito importante.
Obrigada por estar aqui!