Saturday, July 17, 2010

"Eu não espero nada de você.. Eu espero por você. Se a paciência foi inventada pra isso, é pra isso que ela vai servir então. E quando você vier, num dia de chuva azul Ou sol vermelho, ou dentro de uma noite absoluta, eu estarei com as duas mãos no colo, uma expressão serena e cheia de segredos ardentes pra te contar. Mas não quero assustar você, quero que fique totalmente à vontade pra começar tirando as presilhas do meu cabelo, esparramando-os sobre todos os poemas que você não escreveu pra mim.. "Ainda"."

No comments:

Post a Comment

Sua opinião é muito importante.
Obrigada por estar aqui!