Saturday, July 31, 2010

Ciúme

"Esqueci de te contar que vi o filme da Frida Khalo. É lindo de bater palmas. O amor dela é do tamanho do nosso. E o Caetano cantando é do tamanho do mundo. Vá ver, a gente chora e passa um rio pela alma. O Diogo Rivera seduz e seduz, e um dia é com a irmã dela que ele se deita. Eles rompem. A Frida cansa dele nunca fazer concessões ao amor que sente por ela. Cansa de compreender sabe? É que dói. Eu também, o outro dia me doía tanto tudo... Parecia que um líquido vital saía de dentro de mim. E à medida que o sumo grosso ia escapando, meu corpo sentia uma espécie de torpor, ia dando uma paz sublime e eu percebia que a dor estava indo embora junto com a vida. Que delícia... Deve ser por isso que as pessoas se viciam em morfina. A Frida se viciou. A dor dela era física mas era de amor também. Por falar nisso, eu achei muito feio o que aquela moça fez. Esta mesmo, do nosso último desacerto. Nós a recebemos juntos em casa, faz tão pouco tempo. Eu agradei o filho dela, e nem percebi que vocês estavam se olhando pelas minhas costas. Estavam? Ou ela pulou no seu colo assim que soube que você estava semi disponível, a p.... ? Não vou dizer aqui, mas é isso mesmo que você entendeu! Quem fica com o amor da gente é sempre p..., não dá pra negociar. Tá bom "aquela vaca" também serve. Na piscina ela te olhou e me disse que te achava gordo e careca. Eu morri de rir porque você está mesmo um tanto quanto, mas olhei de volta e te achei todo lindo. Aquela vagabunda (também dá) estava fingindo desinteresse! você acha que eu estou sendo vulgar? Ora amor meu, eu comecei toda doce lá em cima, mas agora o sangue me subiu e o nível caiu, sorry (pela rima, claro). Além do mais, a discrição e o altruísmo são sentimentos muito nobres, mas numa hora dessas quem faz uso acaba com um bom par de úlceras. Você contou praquela ... moça - tá certo, ela é bonita e boazinha, mas quero avisar que é destituída de senso de humor, hein. No quesito graça, ela pesa 3 toneladas. Tá bom, eu estou com ciúmes e estou sendo má - duas toneladas..., é um hipopótamo de seriedade, há há há. Ok parei, pa-rei! Só mais uma coisinha, eu a encontrei outro dia numa festa. Quase tropeçou ao me virar a cara por não ter cara a altura de me encarar. Estava acompanhada do rapaz que carrega a eventos públicos para não parecer encalhada. É um bom sujeito, e lhe confere o status que sozinha ela não teria. Quer dizer, ela o usa, e por trás... É uma desclassificada, duplamente p... Você me pede calma!? Ah... não quer que eu sinta ciúmes, eu sou o amor da sua vida, você não para de pensar em mim? E o que o seu corpinho andou fazendo coladinho no dela, Bill Clinton ? Você é um tolo, ela uma ordinária, e - haja desprendimento - eu não sou a Hillary! Eu te amo poxa! Eu fico muito magoada! Não é humilhação que sinto, porque eu acho tudo tão bobo, tão adolescente, que me bate um desprezo. Depois acabo compreendendo a chatice inteira, e fico é muito triste. Parece às vezes que o avesso vai me sair pra fora cortado em pequenos pedaços de carne mutilada. Estou sendo melodramática, você acha? Às vezes a gente perde mesmo a delicadeza, e a educação vai junto, benzadeus! (...) Quero uma cama vazia pra me enroscar com você até o marasmo chegar. Volta pra casa - eu deixo. Vem dar risada comigo, vem que a conversa é boa, os carinhos são ternos e eternos, e nós dois juntos, vida minha, somos um tapete voador. Mas pensando bem, você me faz doer. Volta não meu amor. É que a distancia, o tempo, sei lá, foi mostrando que... eu sem você, até que passo bem demais."

No comments:

Post a Comment

Sua opinião é muito importante.
Obrigada por estar aqui!