Tuesday, June 22, 2010

"..A marca desta lágrima testemunha que o amei perdidamente. Em suas mãos depositei a minha vida, e me entreguei completamente. Assinei com minhas lágrimas cada verso que lhe dei, como se fossem confetes de um carnaval que não brinquei. Mas a cabeça apaixonada delirou, foi farsante, vigarista, mascarada, foi amante, entregando-lhe outra amada, foi covarde que, amando, nunca amou!.."

Fragmento do livro: A marca de uma lágrima.

No comments:

Post a Comment

Sua opinião é muito importante.
Obrigada por estar aqui!