Monday, April 19, 2010

Um mundo

Eu gosto de barulho. Pra mim, barulho é vida, barulho tem cor. Se não há barulho não há nada, porque até dor faz barulho: ela é um baque surdo no estômago, um grito, o choro. As pessoas que choram fazem barulho. É por isso que o mundo faz sempre tanto barulho não importa quantas pessoas façam silêncio.

Ana Luísa
, 12 anos, cega, abandonada ao nascer em frente a uma fábrica de apitos.

No comments:

Post a Comment

Sua opinião é muito importante.
Obrigada por estar aqui!