Monday, December 07, 2009

Meu quer

Eu quero tudo aquilo que não posso ter, tudo aquilo que não presta, tudo que não é meu.
Eu quero tempo; tempo das pessoas, do amor, das brigas, dos meus desejos, medos e anseios.. Eu quero tempo de você! tempo dos seus beijos, dos abraços, seu sorriso constante, tempo do bem que você me proporciona, do tormento que você me trás, do seu amor de precariedades. Eu quero tempo mim! Tempo do que eu sou, do que eu fui e até mesmo do que eu serei..
Tempo? Pra que tempo? O tempo nunca passa, o tempo nunca muda, o tempo nunca cura.. só tira o incurável do centro das atenções e nada mais. Os acontecimentos são irriversiveis e o tempo não é capas de nos fazer apagar por mais que queiramos.
Tempo.. Como eu queria que você passasse e levasse tudo com você, mas levasse mesmo, e nunca mais trouxesse de volta. Tempo.. Como eu queria que você existisse!
Eu quero...
Eu quero você longe, bem longe! Quero que você suma, que você desapareça, até mesmo que você morra. Quero me levar da tua vida. Mas eu não posso querer isso verdadeiramente; logo você.. o meu eu oculto, minha outra parte em processo de descoberta.

Na verdade, eu quis tanto que já não quero mais nada. Nada mais me satisfaz [...]

No comments:

Post a Comment

Sua opinião é muito importante.
Obrigada por estar aqui!